14 a 27 de janeiro de 2018

Notícias

Assinar RSSNotícias do Femusc
5/08/2016

FEMUSC 2017 inicia período de inscrições

As inscrições para a edição 2017 do FEMUSC – Festival de Música de Santa Catarina serão abertas no dia 10 de agosto, às 12h, e prosseguem até 10 de setembro, às 23h59.

Os resultados serão divulgados até o dia 20/9, e as matrículas deverão ser efetuadas até o dia 1 de outubro. Conforme o diretor artístico Alex Klein, mesmo com as dificuldades de orçamento, impostas pela economia recessiva no Brasil, a proposta é dar continuidade aos sucessos dos anos anteriores.

“Vamos manter a qualificada lista de professores e de nomes consagrados, e uma programação diversificada”, explica. Como destaques, aponta as noites de canto lírico, e as apresentações da ópera A Flauta Mágica, de W.A. Mozart, e da Sinfonia n. 2 de Gustav Mahler, conhecida como “Ressurreição”.

Em sua décima-segunda edição, o FEMUSC ocorrerá de 26 de janeiro a 4 de fevereiro. Para efetuar a inscrição para o FEMUSC 2017, o candidato deverá acessar o site www.femusc.com.br, no menu INSCRIÇÃO, onde o candidato terá todas as orientações de como proceder para efetuar a inscrição, bem como as informações necessárias para o preenchimento da inscrição e as vagas e programas disponíveis.

FEMUSC – 12º Festival de Música de Santa Catarina

31/01/2016

Femusc diz “tchau”, deixando gostinho de saudade, em espetáculo de talento

Carnaval? Talvez. Apoteose. Pode ser também. Mas, de certeza, nunca é menos que uma festa. O Festival de Música de Santa Catarina prova ano a ano que é possível fazer boa música nos trópicos, com músicos de qualidade nascidos aqui, que em nada devem ao resto do mundo.

A 11ª edição termina como a melhor em qualidade de ensino e musical nas apresentações, atraindo mais de 60 mil pessoas. Em 30 de janeiro, a última noite do festival na Sociedade Cultura Artística de Jaraguá do Sul (SCAR) não consagrou ninguém acima da música, essa arte sedutora e provocativa que às vezes faz chorar, mas nunca deixa de sorrir, enfim. Em 2017, a “festa” volta a Jaraguá do Sul entre 15 e 28 de janeiro.

Mendelssohn e Tchaikovsky com certeza ficariam orgulhosos dos mestres e pupilos que subiram ao palco no encerramento do Femusc de 2016, tanto na Orquestra Sem Maestro quanto na Orquestra Sinfônica. Seja o carisma de Leon Spierer liderando a formação sem maestro no segundo e quarto movimentos da “Sinfonia no.4”, o voluntarismo dos professores que se dispuseram a reforçar a Sinfônica na “Sinfonia no.5” ou a espontaneidade dos músicos ao fim do programa, tudo depõe a favor de posicionar o Femusc como expoente de um movimento da música latino-americana: olhar para si, fazer por si, crescer por si.

Já no fim do espetáculo, o majestoso quarto movimento da sinfonia de Tchaikovsky foi se tornando eletrizante, inclusive para o fagote da maestrina Catherine Larsen-Maguire, que uma semana antes regera a mesma orquestra, mas nessa noite voltou a compor naipe. Era um prenúncio de um fim próximo, e a promessa de um recomeço para 2017. Findo o concerto, aplausos devidos, não havia mais porque resistir: o sangue latino falou alto no pulsar da percussão, e as primeiras notas do “Tico-Tico no Fubá” soaram libertárias. Diziam: “somos o Femusc, somos a América Latina!”.

Instituto Femusc homenageia alunos, professores e profissionais

Ainda antes do concerto, o Instituto Femusc prestou homenagem a alguns dos protagonistas do festival. O presidente do instituto, Hilton José da Veiga Faria, cumprimentou os presentes: “Hoje já podemos chamar nossa cidade de ‘Jaraguá do Femusc’. Esse festival também forma alunos em programas como Femusckinho e no Femusc Jovem, e eles ficam aqui, isso é um grande orgulho”. Com a presença do prefeito de Jaraguá do Sul, Dieter Janssen, a diretoria do instituto e os coordenadores do festival reconheceram o esforço de alunos, professores e profissionais, simbolizado por um grupo que recebeu troféus comemorativos.

Veja a lista de homenageados:

Professores Destaque:
Patrícia Perizollo (Femusckinho – Brasil)
Dietmar Wiedmann (Banda Sinfônica – Alemanha)

Alunas Destaque:
Haline David (Piano – Brasil)
Eve Ariana Matin (Harpa – Peru)

Professor Revelação:
Marcos dos Anjos (Tuba – Brasil)

Aluno Revelação:
João Domingos Santanna (Violão Clássico – Brasil)

O FEMUSC é uma realização conjunta do Instituto Festival de Música, Prefeitura de Jaraguá do Sul, Funcultural, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura; patrocínio WEG, Tractebel Energia, Raízen; apoio Zanotti, Portonave, Duas Rodas, Eletrobras e Gomes da Costa; apoio institucional Sociedade Cultura Artística (SCAR), Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, Fundação Cultural e Católica de Santa Catarina.

Informações sobre o Festival estão disponíveis em www.femusc.com.br.

FEMUSC – 11º Festival de Música de Santa Catarina
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Centro Cultural SCAR – Sala 113
(47) 3274-8348 / (47) 9121-7469 / imprensa@femusc.com.br
Ronaldo Corrêa – (47) 9964-3233 – textolivre@gmail.com
Bárbara Elice – (47) 8424-6467/ barbara.elice@gmail.com
Jouber Castro – (47) 9622-2661 / jouberhc@gmail.com
Carol Giacomini – (44) 9900-4751 / carolinagps21@gmail.com

30/01/2016

Final feliz: Concerto Para as Famílias diz “até logo”

Como em toda boa história, o Romeu e a Julieta do Femusc tiverem um final feliz no Concerto Para as Famílias da manhã deste sábado, 30 de janeiro. Com o acompanhamento de luxo da Sinfonietta, a história de Marceleta e Clarkinho teve vilão e super-herói, teve contrato secreto e sequestro, mas tudo de brincadeira, com o objetivo de formar público para a música erudita desde muito cedo. O Femusc chegou ao seu último dia, mas com programação recheada até a noite.

O clima despojado começou com “West Side History”, de Leonard Bernstein, com estalar de dedos e pegada atraente, similar ao jazz e às trilhas de cinema. Tudo enquanto o maestro recebia um convite para que sua filha Marceleta fosse ao “Paraíso das Harpas”. O que ninguém sabia é que se tratava de um sequestro arquitetado pelo vilão Alex Luthor, vivido pelo diretor Alex Klein, com chapéu, charuto e cara de mau.

Ao som de “Monteccios e Capuletos”, parte da suíte 2 de “Romeu e Julieta”, de Sergei Prokofiev, Marceleta apareceu no telão diretamente do seu cativeiro, o que levou o maestro a chamar reforço: o Super-Homem, que entrou encena de forma triunfal, ao som da trilha original do cinema, composta por John Williams. Na verdade, nem tão triunfal, já que flutuava auxiliado pela equipe técnica do Femusc. Rapidamente, o Super-Homem – estranhamente parecido com Clarkinho –, entrou em confronto com o segurança de Alex Luthor, interpretado pelo professor Curt Schroeter, num dos pontos altos da manhã, já que a luta teve até capoeira.

O Super-Homem venceu, e para comemorar, a orquestra e a família de harpistas, com Marcela Mendez e Rita Costanzi, interpretou a suave “The Passion of Angels”, de Marjan Mozetich, além de uma grande festa, com direito a mambo e bailarinas no palco. Tudo para celebrar a música e a alegria do Femusc!

——————————-

O FEMUSC é uma realização conjunta do Instituto Festival de Música, Prefeitura de Jaraguá do Sul, Funcultural, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura; patrocínio WEG, Tractebel Energia, Raízen; apoio Zanotti, Portonave, Duas Rodas, Eletrobras e Gomes da Costa; apoio institucional Sociedade Cultura Artística (SCAR), Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, Fundação Cultural e Católica de Santa Catarina.

Informações sobre a programação completa do Festival estão disponíveis em www.femusc.com.br.

FEMUSC – 11º Festival de Música de Santa Catarina
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Centro Cultural SCAR – Sala 113
(47) 3274-8348 / (47) 9121-7469 / imprensa@femusc.com.br
Ronaldo Corrêa – (47) 9964-3233 – textolivre@gmail.com
Bárbara Elice – (47) 8424-6467/ barbara.elice@gmail.com
Jouber Castro – (47) 9622-2661 / jouberhc@gmail.com
Carol Giacomini – (44) 9900-4751 / carolinagps21@gmail.com

30/01/2016

Apoteose operística: “Carmen” dá show no palco do Femusc

É oficial: não é mais necessário ir a Paris, Viena ou Nova York para assistir a ópera de qualidade. Sim, é possível montar uma ópera em duas semanas. É em Santa Catarina, é em Jaraguá do Sul que um festival de música rompe fronteiras e aceita desafios. Quem foi ao Grande Teatro da Sociedade Cultura Artística de Jaraguá do Sul (SCAR) na noite desta sexta-feira, 29 de janeiro, se deleitou com o casamento entre a música e o teatro, a herança de séculos de tradição operística expressas em Carmen, de Georges Bizet. Mas uma noite histórica do Festival de Música de Santa Catarina.

As dezenas de músicos e profissionais que participaram da produção transportaram a plateia para o universo cigano, recitando a história do cabo que se apaixonou por uma cigana e se tornou um contrabandista, abandonando família, cidade e uma noiva para seguir a vida errante e libertária de “gitano”, uma das mais famosas óperas do mundo, dirigida no Femusc pelo professor Gino Quilico e montada em apenas duas semanas de ensaios.

Até a atmosfera era diferente. A plateia irrequieta, que já estava de olhos bem abertos e ouvidos afiados antes do espetáculo, aguardava algo grande, e recebeu. Já aos primeiros acordes do prelúdio, encontrou acordes familiares, e mesmo sem sentir, começou a cantarolar. A sequência trouxe a brejeira Juliana Taino se insinuando como Carmen na ária “Habanera”, a mais famosa dessa ópera, para que os primeiros aplausos irrompessem o silêncio. O primeiro ato ainda reservou a bela dobradinha entre Micaela e Don José, interpretados por Annelise Cavalcanti e Rinaldo Leone, na ária “Parle-moi de ma mére”.

Além do canto lírico, destaque no palco para as crianças do Femusckinho – programa que é uma espécie de colônia de férias musical para crianças de 6 a 12 anos em atividades de recreação e inicialização musical -, o coral formado por pessoas da comunidade, e alunos e professores que integraram a Orquestra Sinfônica do Femusc.

Regida por Catherine Larsen-Maguire, a orquestra que já mostrara bom serviço na briga de Carmen e Micaela (“Que se passe-t-il là-bas? Au secours! Au secours!”), foi especialmente brilhante no início do segundo ato, em “Je vais danser en votre honneur”, enquanto Carmen dançava para Don José – destaque para o naipe de trompas. O trabalho orquestral também merece destaque na introdução do quarto ato – menção obrigatória ao desempenho do naipe de oboés e aos trompetes durante a tourada. Ainda na parte musical, belíssimo desempenho do coro em “Les voici, voici la quadrille”, também na abertura do quarto ato, e destaque para Micaela em “C’est les contrabandiers le refuge ordinaire”.

Havia apenas um resultado possível: aplausos, aplausos e mais aplausos, cinco ininterruptos e efusivos minutos de centenas de aplausos de quem teve a oportunidade de presenciar mais esse dia histórico para o Femusc.

O FEMUSC é uma realização conjunta do Instituto Festival de Música, Prefeitura de Jaraguá do Sul, Funcultural, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura; patrocínio WEG, Tractebel Energia, Raízen; apoio Zanotti, Portonave, Duas Rodas, Eletrobras e Gomes da Costa; apoio institucional Sociedade Cultura Artística (SCAR), Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, Fundação Cultural e Católica de Santa Catarina.

Informações sobre a programação completa do Festival estão disponíveis em www.femusc.com.br.

FEMUSC – 11º Festival de Música de Santa Catarina
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Centro Cultural SCAR – Sala 113
(47) 3274-8348 / (47) 9121-7469 / imprensa@femusc.com.br
Ronaldo Corrêa – (47) 9964-3233 – textolivre@gmail.com
Bárbara Elice – (47) 8424-6467/ barbara.elice@gmail.com
Jouber Castro – (47) 9622-2661 / jouberhc@gmail.com

29/01/2016

Tem mais ópera neste sábado (30)

Diante do sucesso da Noite de Ópera, o FEMUSC oferece uma outra oportunidade para os apreciadores desse tipo de espetáculo.

Neste sábado (30) uma programação especial integra a agenda de encerramento do FEMUSC 2016. Alunos do programa de Canto-Lírico do Festival organizaram um conjunto de apresentações com as principais obras de óperas conhecidas.

Serão 12 diferentes obras que compõem óperas mundiais. Dentre elas “Quando m’en vo – La boheme – Puccini”, “Mi chiamano Mimi – La boheme – Puccini”, “Madamina – Don Giovanni – Mozart”, “Cinque, dieci – Le nozze di fígaro – Mozart” e “Je veux vivre – Romeo et Juliette – Gounod”.

As apresentações ocorrem no Pequeno Teatro, e têm início às 19h. Todas as obras serão interpretadas somente com voz e piano. Nesse desafio, os alunos contam com a ajuda do preparador vocal do FEMUSC, professor André dos Santos.

———

O FEMUSC é uma realização conjunta do Instituto Festival de Música, Prefeitura de Jaraguá do Sul, Funcultural, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura; patrocínio WEG, Tractebel Energia, Raízen; apoio Zanotti, Portonave, Duas Rodas, Eletrobras e Gomes da Costa; apoio institucional Sociedade Cultura Artística (SCAR), Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, Fundação Cultural e Católica de Santa Catarina.

Informações sobre a programação completa do Festival estão disponíveis em www.femusc.com.br.

FEMUSC – 11º Festival de Música de Santa Catarina
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Centro Cultural SCAR – Sala 113
(47) 3274-8348 / (47) 9121-7469 / imprensa@femusc.com.br
Ronaldo Corrêa – (47) 9964-3233 – textolivre@gmail.com
Bárbara Elice – (47) 8424-6467/ barbara.elice@gmail.com
Jouber de Castro – (47) 9622-2661 / jouberhc@gmail.com
Carol Giacomini – (44) 9900-4751 / carolinagps21@gmail.com

29/01/2016

O legado do 11º FEMUSC

Após os movimentos intensos que compõem o FEMUSC – Festival de Música de Santa Catarina, a pausa na música se aproxima. As melodias, assobios, metrônomos e conversas que dão cor às salas e corredores da SCAR durante duas semanas agora voltam para seus locais de origem, com uma experiência incrível na bagagem. Mas o festival já tem data certa para voltar: 15 de janeiro de 2017.

Durante os 14 dias de realização do Festival cerca de 700 participantes de 16 países encararam, ao todo, 30 mil horas de aulas, cerca de três mil ensaios e a execução de 900 obras – sendo a maioria por sugestão dos alunos.

O maior desafio desta edição ficou por conta da ópera “Carmen”, de Georges Bizet. Um ano após a estreia do programa de Canto Lírico no festival, esta foi a primeira ópera completa executada na história do festival.

“E não somente o visual e o audível, mas o que a equipe do Femusc cresceu com essa ópera não tenho como descrever. Estamos abrindo um novo capítulo para os festivais de música”, projeta o diretor artístico do Femusc, Alex Klein. O espetáculo envolve canto, teatro, figurinos, iluminação, cenário, projeções, orquestra sinfônica no fosso e centenas de pessoas envolvidas. Apesar de árdua, a experiência de produzir uma ópera complexa é fundamental no projeto educacional do Femusc, segundo Klein.

Outra superação, neste ano, pela primeira vez, os catarinenses vieram em maior número. Apesar do volume de inscrições recebidas ser de São Paulo, como sempre, a maioria dos aprovados são do Estado-sede do festival. A comunidade de Jaraguá do Sul também tem participado ativamente, não somente lotando os Grandes Concertos, mas na programação oficial com o coral nas obras “Choros nº 5”, “Fantasia Coral” e em “Carmen”. Além disso, os programas do Femusckinho e Femusc Jovem têm incentivado a formação e o gosto pela música nas crianças. Essas são algumas das transformações causadas pela música na região do Vale do Itapocu.

Com o encerramento da 11º edição, o momento é de avaliar cada programa e conversar com os professores sobre os erros e acertos. O programa de concertos e atividades de 2017, previsto para acontecer de 15 a 28 de janeiro, já está em fase de elaboração, entretanto as obras ainda não foram definidas. Esse processo acontece ao longo do ano, em conversa com os alunos e professores, pois o festival é sustentado por uma administração participativa. Uma das principais ferramentas utilizadas pelo diretor artístico é o Facebook.

“Eu vou observando o porquê as pessoas estão sugerindo essas óperas e não outras, e com isso eu entendo como os alunos estão pensando. Aí tomamos uma decisão que vá de encontro, que eles possam crescer com isso e que possam gostar. Essa é a nossa maneira também de recrutar alunos: oferecer algo que eles estão buscando”, afirma Klein.

Para liderar todos esses talentos, o FEMUSC atrai professores comprometidos com o ensino da música, acima de tudo. Tanto que, diante da crise, dois deles ofereceram seus cachês para o festival, num gesto de generosidade. “Conseguimos criar um oásis, uma sociedade perfeita, onde não existem fronteiras, não existem separações de idiomas, as pessoas lutam por uma causa em comum – cada um com a sua função – e criam algo lindo. E esses alunos levam agora para casa essa mensagem de Jaraguá do Sul”, comenta do diretor artístico do FEMUSC.

———

O FEMUSC é uma realização conjunta do Instituto Festival de Música, Prefeitura de Jaraguá do Sul, Funcultural, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura; patrocínio WEG, Tractebel Energia, Raízen; apoio Zanotti, Portonave, Duas Rodas, Eletrobras e Gomes da Costa; apoio institucional Sociedade Cultura Artística (SCAR), Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, Fundação Cultural e Católica de Santa Catarina.

Informações sobre a programação completa do Festival estão disponíveis em www.femusc.com.br.

FEMUSC – 11º Festival de Música de Santa Catarina
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Centro Cultural SCAR – Sala 113
(47) 3274-8348 / (47) 9121-7469 / imprensa@femusc.com.br
Ronaldo Corrêa – (47) 9964-3233 – textolivre@gmail.com
Bárbara Elice – (47) 8424-6467/ barbara.elice@gmail.com
Jouber de Castro – (47) 9622-2661 / jouberhc@gmail.com
Carol Giacomini – (44) 9900-4751 / carolinagps21@gmail.com

29/01/2016

Orquestras encerram Femusc na noite de sábado

Chegou a hora de se despedir de mais um Femusc. Após horas de aulas, ensaios e apresentações, o Festival de Música de Santa Catarina diz “até logo” a Jaraguá do Sul com mais uma aguardada performance da Orquestra Sem Maestro, além da Orquestra Sinfônica, sob a regência do maestro Alex Klein. Os últimos espetáculos do Femusc serão na noite de sábado, 30 de janeiro, na Sociedade Cultura Artística de Jaraguá do Sul (SCAR).

A série Grandes Concertos (Grande Teatro, às 20h30) começa com mais uma performance da Orquestra Sem Maestro, projeto conduzido pelo violinista e professor do Femusc Leon Spierer. Os alunos do programa Avançado complementam a apresentação iniciada no último sábado, interpretando agora o segundo e o quarto movimento da “Sinfonia no.4”, do compositor alemão Félix Mendelssohn. O programa do Femusc será concluído com a performance da Orquestra Sinfônica do Femusc, conduzida pelo maestro Alex Klein, interpretando a “Sinfonia no. 5”, de Peter Tchaikovsky. Composta em apenas quatro meses de 1888, foi executada pela primeira vez em São Petesburgo e foi largamente utilizada no balé, no cinema e na publicidade ao longo do século 20.

O Momento Springmann (19h, Pequeno Teatro) recebe um especial reunindo algumas das árias mais famosas da história da ópera na voz dos alunos do programa de Canto Lírico, do Femusc. Obras de Puccini, Massenet, Mozart, Gounod, Mascagni e Verdi representarão um panorama da história da ópera, garantindo entretenimento aos amantes do bel canto. Pela manhã, o Zoológico Musical agita as crianças no Grande Teatro a partir das 10h. Na sequência, o Concerto Para as Famílias mostra o desfecho da história de Romeu e Julieta – para o público do Femusc, “Marceleta” e “Clarkinho” – com “Romeu e Julieta Suíte 2 Op. 64”, de Sergei Prokofiev.

Séries noturnas da SCAR também concluem programação

A SCAR já conta com concertos à tarde: às 13h30, o Femusckinho e o Femusc Jovem encerram suas atividades no Grande Teatro; às 16h, é a vez dos alunos do programa Intermediário se apresentarem, sob a regência dos alunos do programa de Regência Orquestral. Os demais programas do Femusc também se despedem do público, na SCAR: Piano Masters (18h, sala 201), Recitais de Canto Lírico (18h, Sala de Exposições), Violão Plus (19h, Piano Bar) e Musicalmente Falando (com Alex Klein, antes da série Grandes Concertos). O Jaraguá do Sul Park Shopping também recebe os músicos do Femusc pela última vez em 2016 às 12h.

———————

O FEMUSC é uma realização conjunta do Instituto Festival de Música, Prefeitura de Jaraguá do Sul, Funcultural, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura; patrocínio WEG, Tractebel Energia, Raízen; apoio Zanotti, Portonave, Duas Rodas, Eletrobras e Gomes da Costa; apoio institucional Sociedade Cultura Artística (SCAR), Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, Fundação Cultural e Católica de Santa Catarina.

Informações sobre a programação completa do Festival estão disponíveis em www.femusc.com.br.

FEMUSC – 11º Festival de Música de Santa Catarina
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Centro Cultural SCAR – Sala 113
(47) 3274-8348 / (47) 9121-7469 / imprensa@femusc.com.br
Ronaldo Corrêa – (47) 9964-3233 – textolivre@gmail.com
Bárbara Elice – (47) 8424-6467/ barbara.elice@gmail.com
Jouber Castro – (47) 9622-2661 / jouberhc@gmail.com
Carol Giacomini – (44) 9900-4751 / carolinagps21@gmail.com

28/01/2016

Noite de gala: quinta teve o melhor do Femusc no palco

Uma amostra do melhor que o Femusc tem a oferecer. Essa é uma ótima maneira de resumir o programa da noite de 28 de janeiro no Festival de Música de Santa Catarina. Para a uma plateia reforçada por autoridades e patrocinadores, a série Grandes Concertos teve sua noite de gala, dando os primeiros prenúncios do fim do festival, que se aproxima. Os espetáculos seguem na Sociedade Cultura Artística de Jaraguá do Sul (SCAR) até sábado, 30 de janeiro.

Antes do concerto, o Instituto Femusc entregou ao secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, Carlos Chiodini, o título de sócio benemérito, em homenagem à sua atuação em favor do festival. Logo na sequência, a Orquestra de Harpas abriu o espetáculo com duas obras recheadas de doçura e expressividade: “Cânone em Ré Menor”, de Johann Pachelbel, e “Spring Rain”, de Josef Molnar. Na sequência, a Orquestra de Violões, sob liderança de Eduardo Isaac, levou ao palco “Dos Danças Españolas”, de Enrique Granados, autor que sofreu morte trágica: o navio onde estava foi bombardeado no Canal da Mancha, durante a Primeira Guerra Mundial. Destaque também para “Musique de Table”, do belga Thierry De Mey, em que uma simples mesa com pedaços de madeira foi suficiente para fazer música.

Com roupas multicoloridas e “eletricidade” nos movimentos, os alunos do Projeto Serioso liderados por Richard Young deram show no segundo e terceiro movimentos do “Quarteto de Cordas no.3”, de Dmitri Shostakovich. Mesmo em formação com 16 músicos, o grupo interpretou a obra com maestria e entrosamento, fruto do trabalho orientado à formação dos músicos para trabalho em quarteto. “Grand Fanfarre”, de Giancarlo Castro D’Addona, demonstrou o trabalho do Grupo de Metais, conduzido por Luiz Lenzi. O complemento da noite foi magistral: a Camerata ProMusc, sob liderança de Simon Bernardini, esteve precisa e virtuosa na interpretação da “Sinfonia no.88”, do austríaco Franz Joseph Haydn, um dos expoentes do período clássico, chamado de “Pai da Sinfonia” e “Pai do Quarteto de Cordas”.

———————

O FEMUSC é uma realização conjunta do Instituto Festival de Música, Prefeitura de Jaraguá do Sul, Funcultural, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Governo de Santa Catarina, Lei de Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura; patrocínio WEG, Tractebel Energia, Raízen; apoio Zanotti, Portonave, Duas Rodas, Eletrobras e Gomes da Costa; apoio institucional Sociedade Cultura Artística (SCAR), Vale dos Encantos Convention & Visitors Bureau, Fundação Cultural e Católica de Santa Catarina.

Informações sobre a programação completa do Festival estão disponíveis em www.femusc.com.br.

FEMUSC – 11º Festival de Música de Santa Catarina
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Centro Cultural SCAR – Sala 113
(47) 3274-8348 / (47) 9121-7469 / imprensa@femusc.com.br
Ronaldo Corrêa – (47) 9964-3233 – textolivre@gmail.com
Bárbara Elice – (47) 8424-6467/ barbara.elice@gmail.com
Jouber Castro – (47) 9622-2661 / jouberhc@gmail.com
Carol Giacomini – (44) 9900-4751 / carolinagps21@gmail.com