14 a 27 de janeiro de 2018

Noticias

27/04/2017

Lista de professores para 2018 tem novidades

A próxima edição do Femusc (Festival de Música de Santa Catarina) estará, novamente, repleta de grandes nomes do cenário musical brasileiro e também mundial. Faltando nove meses para o evento, que ocorre em janeiro do ano que vem, a lista de professores já está definida e conta com 40 profissionais, entre instrumentistas, maestros e cantores.

A maioria deles já é conhecida do público e dos alunos do Femusc e retorna após participações anteriores. No entanto, dois deles farão suas estreias no evento, em 2018. O sueco Per Nyström e a espanhola Laura Ruiz Ferreres, ambos conhecidos nos palcos europeus de música de câmara, integram, respectivamente, a lista de mestres das classes de violoncelo e clarinete.

Já entre os veteranos, cinco professores retornam ao evento depois de breves pausas. O contrabaixista romeno Catalin Rotaru, a maestrina inglesa Catherine Larsen-Maguire, o barítono canadense Gino Quilico, o maestro alemão Dietmar Wiedmann e a violista/violinista norte-americana Clara Takarabe são, mais uma vez, presenças garantidas.

Todos os anos, o Femusc também apresenta as “estrelas” do festival. “Esses professores exemplares representam todo o corpo docente ou trazem consigo alguma novidade”, explica o diretor-artístico Alex Klein. Em 2018, o grupo será formado por Ole Bohn, Per Nyström, Laura Ruiz Ferreres e Catherine Larsen-Maguire. Além deles, o título também caberá ao Arianna String Quartet. O Femusc possui o único Programa de Quartetos de Cordas em festivais de música brasileiros. “Por que isso é importante? Porque a música de câmara é a célula máter da música de concerto e os quartetos de cordas são sua mais elevada expressão”, complementa Klein.

Ele também ressalta que, no próximo ano, o evento terá 18 países representados no corpo docente. A pluralidade tem como objetivo manter o equilíbrio entre as influências oferecidas aos alunos. Por isso, o Femusc possui número idêntico de mestres dos Estados Unidos e da União Europeia, apresentando, dessa forma, as especificidades de cada escola, com estratégias, lideranças e nuances diferentes.

Outra preocupação levada em conta na escolha dos professores diz respeito à igualdade de gênero. Segundo o diretor-artístico, a tendência nos próximos anos é o número de mulheres crescer até atingir um equilíbrio que sirva de exemplo para os alunos e alunas. Em 2018, serão nove as representantes femininas na lista.

O corpo docente ainda pode ser dividido a partir das atividades desempenhadas pelos professores. Entre eles, 18 representam grupos sinfônicos fixos e orquestras, como as principais de Berlim, Chicago, Nova Iorque, Los Angeles, Birmingham, Londres e São Paulo. Além disso, oito são solistas e 14 exercem funções em universidades, como as federais de Campinas, Paraíba e Bahia e renomadas instituições de Oregon, Iowa, Missouri e Northwestern, bem como o Conservatório de Sydney.

De acordo com Alex Klein, todos os professores que já estiveram no Femusc confirmaram participação logo após o convite. “Eles responderam rapidamente mostrando o prazer e o sentimento comunitário que sentem pelo festival e pela cidade de Jaraguá do Sul”, comenta.

O Femusc acontece entre os dias 14 e 27 de janeiro de 2018. As inscrições iniciam no mês de agosto. Serão disponibilizadas 300 vagas para alunos de todo o mundo.

CORPO DOCENTE
Direção artística: Alex Klein (Orquestra)

Quarteto residente: Arianna String Quartet
Julia Sakharova, violino
Joanna Mendoza, viola
Kurt Baldwin, violoncelo
John McGrosso, violino

Canto Lírico
Celine Imbert, voz
Ana Hasler, voz
André dos Santos, preparador/Ópera 2
Gino Quilico, Ópera 1

Cordas
Norberto Garcia, violino
Leon Spierer, violino
Richard Roberts, violino
Ole Bohn, violino
Charles Stegeman, violino
Clara Takarabe, violino/viola
Craig Mumm, viola
Richard Young, viola
Emerson Di Biaggi, viola
Eduardo Vassallo, violoncelo
Hans Jensen, violoncelo
Per Nystrom, violoncelo
Catalin Rotaru, contrabaixo
Thibault Delor, contrabaixo

Madeiras
Curt Schroeter, flauta
Gordon Hunt, oboé
Laura Ruiz Ferreres, clarinete
Dilson Florêncio, saxofone
Benjamin Coelho, fagote

Metais
Fernando Dissenha, trompete
Luis Garcia, trompa
Dárcio Gianelli, trombone
Marcos dos Anjos, tuba

Outros
Rita Costanzi, harpa
Eduardo Gianesella, percussão
Fany Solter, piano
Alexandre Dossin, piano
Eduardo Isaac, violão clássico
Mario Ulloa, violão clássico

Regência
Catherine Larsen-Maguire, orquestra
Dietmar Wiedmann, banda
Luis Lenzi, assistência

Femusc

Femusc