26 de janeiro a 4 de fevereiro de 2017

Notícias

← Voltar para notíciasNotícia do Femusc
15/09/2016

FEMUSC 2017 com recorde de inscrições em Canto Lírico

A próxima edição do FEMUSC – Festival de Música de Santa Catarina promete uma diversidade ainda maior de idiomas, graças à presença de representantes de países de praticamente de todos os continentes. Este aumento se deve ao interesse de jovens de várias regiões do planeta, confirmando a importância do evento para o desenvolvimento do ensino da música erudita e responsável por um recorde de inscrições no Canto Lírico (foto) em comparação com o número de vagas oferecidas este ano.

Ao todo, o FEMUSC 2017 vai oferecer 300 vagas nos programas principais: Intermediário, Avançado, Quarteto de Cordas e Canto Lírico. No total foram verificadas 1004 inscrições, com destaque para o programa de Canto Lírico (de 99 para 124) e para o programa de Quarteto de Cordas (de 10 para 22).

“Esta procura pelo Canto Lírico, onde os candidatos disputam 30 vagas, indica a aprovação e interesse pelo novo programa criado há dois anos, que inclui a produção de óperas, uma série diária de concertos dedicados exclusivamente a obras de canto, e a possibilidade de estar ao lado de um excelente corpo docente. Outro programa que teve grande crescimento de inscrições foi o de Quartetos de Cordas, onde os 22 inscritos disputarão 4 vagas disponíveis. A seleção deles é feita diretamente pelo Arianna String Quartet nos EUA, responsáveis pelo andamento deste programa.”, afirma o diretor artístico e maestro-oboísta Alex Klein, idealizador do FEMUSC em 2006.

Klein aponta que muitos outros instrumentos tiveram recorde de inscrições também, o que reflete a confiança dos estudantes à proposta pedagógica do FEMUSC. Diferentemente de anos anteriores, este ano não serão reabertas inscrições para cursos onde possa haver vagas disponíveis. Todas as vagas serão preenchidas por candidatos que já estão inscritos, com todos os resultados devendo estar disponíveis na terça-feira, dia 20.

Mesmo assim, como são muitos cursos e o processo de avaliação dos candidatos ser bastante criterioso e contar com a análise de 15 professores, havendo ainda alguma vaga remanescente os interessados terão a chance de confirmar presença a partir do dia 21. No dia 30 de setembro é o prazo final para confirmação de matrícula e para o pagamento da taxa de participação. No dia 1º de outubro, a organização divulga a lista de segunda chamada – todas as informações estarão disponíveis em www.femusc.com.br.

Para a edição que ocorrerá de 26 de janeiro a 4 de fevereiro se inscreveram candidatos de 24 países e de 18 estados do Brasil. Alex Klein avalia que a edição 2017 registrará um momento especial na história do Festival.

“Pela primeira vez nesta trajetória será possível caminhar de ponta a ponta das Américas passando pelos países representados nas inscrições. Desde o Chile e a Argentina até Estados Unidos e Canadá, passando por todos os países contíguos na América Central, como Panamá, Costa Rica, Nicarágua, El Salvador, Honduras, Guatemala e México”. Da América Central e do Caribe são 73 inscrições, o equivalente a uma orquestra sinfônica. Um destaque na geografia femuscana será a presença do Chile, cuja procura de alunos aumentou de maneira significativa, “de onde pela primeira vez recebemos mais inscrições que da vizinha Argentina, tradicionalmente uma líder nas inscrições estrangeiras”, pondera o diretor artístico.

Também foram registradas inscrições de países da Europa, Ásia e Austrália. Dos continentes que formam o mapa mundi ausência será a África. Da Europa são 4 países representados nas inscrições, representatividade que demonstra a aceitação e o interesse por alunos daquela região. “Isto é relevante porque o FEMUSC não faz propagandas de seus cursos com o intuito de receber mais inscrições. Todo o processo de disseminação de informações e de atração de alunos é feito pelos próprios jovens que vieram nas edições anteriores. Lendo os depoimentos de alunos que se inscreveram este ano, vemos regularmente que eles mencionam ´ter conhecido o FEMUSC através de amigos e colegas que vieram nos anos anteriores´”, diz Alex Klein.

Situação econômica impõe ajustes na programação

As dificuldades econômicas do Brasil exigiram que o Instituto FEMUSC adequasse o projeto para uma nova realidade.

Em função da redução do orçamento, além de reduzir o número de vagas pela metade (das 600 anteriormente ofertadas, a edição 2017 oferece 300 vagas) três programas foram momentaneamente suspensos – o Promusc, de Regência Orquestral e de Regência de Bandas. Outra mudança é quanto ao período de realização do Festival, que no próximo ano será de 10 dias – de 26 de janeiro a 4 de fevereiro.

“O que percebemos por outro lado é que os alunos continuam interessados em vir ao FEMUSC, o número de inscritos praticamente é igual ao de anos anteriores, e isto demonstra que mesmo com este período de dificuldades do País continuamos fortalecidos. Mesmo com as atividades acontecendo em um único módulo, de 10 dias, o público pode esperar uma programação muito intensa e de qualidade”, afirma Alex Klein.

FEMUSC – 12º Festival de Música de Santa Catarina